A composição do corpo humano foi entendida durante muito tempo como matéria sólida. Com o avanço do conhecimento da física, sabe-se hoje que ele é composto por 99,9999% de espaço vazio, uma vez que as partículas subatômicas, das quais somos formados, movem-se à velocidade da luz, estruturando a matéria e gerando feixes de energia vibrante. Portanto, o nosso corpo é matéria em movimento (Alves, 2014).

Essa concepção foi ao encontro a princípios que norteiam práticas energéticas milenares, desenvolvidas por povos antigos, como na China e na Índia e abriram espaço para o uso dessas práticas como complementares aos tratamentos da medicina convencional.

É neste contexto que foram desenvolvidas Essências Frequenciais. Os moduladores frequenciais têm por base princípios biofísicos e objetivam neutralizar a instabilidade do campo quântico, gerada por fatores desestabilizantes externos e internos.

Esse tipo de abordagem encara o ser humano de uma perspectiva integral, envolvendo aspectos físicos, mentais, emocionais. Estes são entendidos como interligados e interdependentes e funcionam como um sistema onde o desequilíbrio de um afeta os outros.

Os “frequenciais” não interferem na ação de medicamentos, por não possuir princípios ativos. Seu efeito é por ressonância vibratória e gera reequilíbrio energético de tudo aquilo que está desestabilizado, desarmonioso ou vibrando em baixa frequência.

Na lei brasileira os frequenciais – assim como os florais – não constituem matéria submetida ao regime de vigilância sanitária, não se tratando de medicamentos, drogas ou insumos farmacêuticos.

Por meio de um trabalho de terapia integrativa Hélio Borges identifica os fatores patogênicos que estão interferindo no equilíbrio da pessoa e de uma maneira não invasiva propõe essências frequenciais para restabelecer a harmonia entre corpo e mente.

Para saber mais sobre essas e outras abordagens terapêuticas integrativas entre em contato.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: